Mentemorfose

Tratamentos

Os tratamentos realizados na Mentemorfose - Saúde Mental, Bem-estar e Felicidade têm por base um modelo integrativo ou eclético, onde se utilizam diferentes recursos, adaptados e priorizados à necessidade de cada paciente.

 

No entanto, no âmbito das suas intervenções, são privilegiados 3 tipos de modelos e/ou técnicas de tratamento: Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), Psicoterapias Breves e a Hipnose Clínica.

TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL  (TCC)

É uma abordagem psicológica baseada em princípios científicos e cuja investigação se tem revelado eficaz num largo espectro de perturbações mentais e emocionais, podendo ser utilizada com crianças, adolescentes, jovens adultos e adultos. Na TCC paciente e terapeuta trabalham em conjunto, com o objetivo de identificar e compreender os problemas dos pacientes em termos das relações entre pensamentos/cognições, emoções e comportamento.

 

Trata-se de uma abordagem que habitualmente incide sobre as dificuldades no presente, assentando no desenvolvimento pelo terapeuta e paciente de uma visão partilhada do problema do indivíduo. Isto conduz à definição de objetivos terapêuticos personalizados e limitados no tempo, e de estratégias que são continuamente monitorizadas e avaliadas.

PSICOTERAPIAS BREVES

As Psicoterapias Breves têm por base uma intervenção terapêutica com tempo e objetivos limitados. Os objetivos são estabelecidos a partir da compreensão diagnóstica do paciente e do estabelecimento de um foco, considerando-se que esses objetivos são passíveis de atingir num espaço de tempo limitado.

Assim, esta intervenção psicoterapêutica baseia-se em três aspetos fundamentais: foco, estratégias e objetivos.

HIPNOSE CLÍNICA

A Hipnose trata-se de um conjunto de técnicas que induzem o transe, sendo que este último é, por si, um fenómeno natural do cérebro, durante o qual se regista um aumento de atividade na troca de informação entre o consciente e o subconsciente.

O nosso subconsciente é o mapa de quem somos, o qual inclui todas as nossas perceções, memórias, pensamentos, crenças, comportamentos e emoções.

A Hipnoterapia é a aplicação de técnicas de hipnose para fins terapêuticos, onde experimentamos o transe e podemos aceder à informação guardada no nosso subconsciente e alterá-la.

 

A Hipnose Clínica foca-se em explorar e tratar a causa do problema e não apenas o sintoma, com resultados rápidos e tendencialmente permanentes.

 

“A Hipnose é uma das técnicas e ferramentas de intervenção das quais a Psicologia se pode socorrer, para trabalhar as emoções, os conflitos internos e o inconsciente do cliente. Corresponde a um procedimento durante o qual o Psicólogo sugere que o sujeito experimente mudanças de sensações, perceções, pensamentos e comportamentos através de um processo de indução. O sujeito permanece num estado alternativo de consciência, mas acordado e com controlo de si próprio.” (Parecer sobre Hipnose, OPP, 2014)

ESTRUTURA DO TRATAMENTO

AVALIAÇÃO  ►  DIAGNÓSTICO  ►  INTERVENÇÃO

Inicia-se com uma Consulta de Avaliação, cujo objetivo é a compreensão profunda das queixas, dos problemas e das dificuldades que conduziram o paciente à consulta, contextualizando o início da problemática apresentada, o seu impacto na vida da pessoa, bem como a sua expetativa e motivação para a mudança.

 

Nesta consulta pretende-se também a construção de um parecer clínico e de diagnóstico acerca da problemática avaliada e do tratamento mais adequado.

 

A consulta de avaliação tem a duração de 90 minutos, podendo em alguns casos ser necessário o agendamento de consultas de continuação, com o objetivo de obter um claro e profundo entendimento acerca da problemática apresentada.

 

No final da consulta de avaliação e após a identificação da problemática, será partilhado com o paciente o tratamento sugerido, isto é, o número de sessões a realizar, a sua periodicidade e o método de tratamento indicado, respeitando sempre o princípio da individualidade de cada um.